El Clásico: erros de arbitragem para ambos os lados

Foto: Albert Gea/Reuters
Neste domingo(06), Barcelona e Real Madrid se enfrentaram pela 36° rodada do Campeonato Espanhol. Já campeão, o catalão jogava para impedir que seu rival tirasse sua invencibilidade. Os merengues, além de quebrar a sequência de jogos sem perder dos Culés, buscava a vitória para ficar mais tranquilo na busca da Champions League.

A partida teria sido um espetáculo de futebol, se a arbitragem não tivesse sido o destaque. O árbitro Hernández Hernández - na minha opinião muito fraco para um jogo com esse tamanho - causou polêmicas durante toda a partida. 

Tudo começou aos 42 minutos da primeira etapa. Em disputa de bola, Sergio Ramos deu uma cotovelada em Luis Suárez, que revidou. O zagueiro merengue poderia ter sido expulso, já que podemos chamar isso de agressão, mas o árbitro chamou os dois e aplicou o cartão amarelo aos jogadores. Pouco tempo depois, Gareth Bale acertou a panturrilha de Umtiti com as travas da chuteira e Hernández não deu nem amarelo.

Momento em que Sergi Roberto recebe o cartão vermelho.
Ainda na primeira etapa, Sergi Roberto foi expulso corretamente. O lateral acertou um soco em Marcelo e recebeu o cartão vermelho corretamente. 

Parecia que o árbitro iria tomar jeito e acertar suas decisões, mas não foi o que aconteceu. No início da segunda etapa, Suárez acertou Varane por baixo, mas Alejandro deixou o jogo prosseguir. Na sequência da jogada, saiu o gol do Barcelona.

Mais para a diante, Marcelo limpou a marcação dentro da área, mas foi travado por Jordi Alba, que acertou a perna de apoio do lateral brasileiro. Pênalti? Para o árbitro não. E foi um pênalti claríssimo!

Enfim, a partida terminou empatada em 2 a 2. O Barcelona manteve a invencibilidade na La Liga e o Real Madrid segue em busca da classificação para a Champions League da próxima temporada. O que preocupa é a arbitragem das ligas europeias que estão sendo muito equivocadas em certas decisões. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.