Ponte é superior, vence Vasco com facilidade em São Januário e segue em segundo


O Vasco segue jogando mal. A Ponte Preta, o contrário. Em São Januário, a equipe de Campinas foi superior, principalmente após a expulsão do goleiro Jordi, e venceu com facilidade, por 3 a 0. 

Se por um lado a Macaca segue com sua ótima campanha, agora com 11 pontos, um a menos que o líder Atlético Paranaense, o Gigante da Colina ainda não mostrou sua força e continua com os pontos dos três empates. 

Começo ruim e vaias

Com menos de um minuto, a Ponte Preta deixou a pequena torcida que compareceu a São Januário nervosa. O gol saiu através da principal característica do time: a velocidade. Biro Biro arrancou pela esquerda e abriu para Renato Cajá, que mandou para a área. Jordi soltou e Diego Oliveira aproveitou o rebote para inaugurar o marcador. 

Começaram as vaias no estádio. O Vasco era um time intranquilo, que perdia bolas bobas. Parecia desligado no jogo e deixava seus torcedores ainda mais impacientes. 

Com o passar do tempo, a equipe de Doriva conseguiu tocar mais a bola e arriscar mais chutes de fora da área. Foi tentando, aos poucos, reconquistar os torcedores. 

A tarefa não era nada fácil. Principalmente porque a defesa não marcava bem. Aos 17, a zaga abriu e Biro Biro obrigou Jordi a fazer grande defesa. Diego Oliveira quase marcou no rebote. 

Gilberto desperdiça chance de reação

Quase a torcida fica mais tranquila aos 21 minutos, Pablo se desequilibrou na área em dividida com Gilberto e o mediador viu pênalti. Nem assim o gol saiu. O próprio atacante vascaíno cobrou e Marcelo Lomba pegou com as pernas. 

Não era a noite do Vasco. Aos 27, Lomba voltou a salvar a Macaca. No contra-ataque, novo erro da defesa e Jordi pegou Diego Oliveira fora da área. O jovem acabou expulso de campo, e Charles acabou no gol. Quase o goleiro sofreu o gol com segundos em campo, já que Cajá acertou o travessão na cobrança da falta. 

Mesmo com um a menos e inferior em campo, o Cruz-Maltino também acertou o poste, com Christianno. A sorte também não estava do lado da equipe. Pouco depois, o zagueiro Tiago Alves aproveitou a falha da defesa adversária e aumentou para os visitantes. Muitas vaias. 

Ainda teve mais

Doriva colocou no intervalo Jackson e Yago, nas vagas de Diguinho, que fez péssimo jogo, e Dagoberto, apagado. A posse de bola do time não resultava em bons lances de gol. A Ponte esperava para dar mais um bote certeiro. 

Aos 32 minutos, saiu o terceiro gol. Borges, que já havia tido chance pouco antes, aproveitou erro de Luan e tirou de Charles para balançar a rede. 

O Vasco ainda teve outro jogador expulso: Gilberto, por reclamação. Ao menos, o placar e a humilhação não foram maiores para os torcedores vascaínos. 

Fonte: OGol



Postar um comentário

0 Comentários