Barcelona é Campeão da Liga dos Campeões

© GETTY / SHAUN BOTTERILL
A Juventus foi uma grande adversária e deu trabalho, mas não conseguiu parar o Barcelona. O ataque poderoso dos catalães marcou com Rakitic, Suárez e Neymar, e um gol de Morata não foi o suficiente para evitar que a "orelhuda" fosse para a Catalunha. 

O capitão Xavi, figura mais vitoriosa do futebol espanhol, encerrou sua passagem pelo Barça com mais um título, o quinto da Champions na sala de troféus do clube. 

Juve não consegue parar

O primeiro chute de gol foi dado aos 49 segundos. A Juventus resolveu pressionar a saída de bola adversária. No primeiro erro, Tevez tentou o arremate, mas mandou para fora. 

©Getty / Shaun Botterill
Demorou quatro minutos para o Barcelona chegar no campo de ataque. Foi o suficiente para o gol sair. Logo no primeiro lance na frente, Rakitic recebeu de Iniesta após jogada bem trabalhada pela esquerda e mandou para a rede. 

A Velha Senhora tentou uma resposta rápida. Aos sete, Morata fez grande jogada pela direita, deixou Mascherano no chão e rolou para Vidal. O chute foi alto demais. 

Por falar em chute alto, Neymar, aos oito, tentou arremate de fora após cortar a zaga, mas a bola acabou por sair por cima da meta de Buffon. 

Os italianos marcavam em cima, tentavam dificultar ao máximo a vida do rival, mas o rápido toque de bola barcelonista envolvia qualquer defesa. Aos 13, após outra linda jogada coletiva, Dani Alves quase marcou, mas Buffon fez uma grande defesa. 

Suárez aparece e quase marca

Suárez foi aparecer no jogo aos 39 minutos. Na primeira tentativa, o arremate da entrada da área passou muito perto do gol de Buffon. Segundos depois, em outra chance de chute, o goleiro conseguiu espalmar o arremate. 

©Getty / Laurence Griffiths
As melhores oportunidades de gol da primeira metade foram dos catalães. Os italianos tentaram, com uma forte marcação, frear o rival, mas não conseguiram. 

A situação se repetiu também no segundo tempo. Logo aos três minutos, Suárez, em um arremate de classe, obrigou Buffon a fazer grande defesa. 

Juve volta ao jogo
Quando parecia totalmente envolvida pelo toque de bola do adversário, a Juventus voltou ao jogo. A pressão em cima da saída de bola deu resultado, e Lichtseiner tabelou com Marchísio para mandar para Tevez na área. 

O argentino foi parado por Ter Stegen, mas na sobra não teve jeito: Morata mandou para a rede. 

O jogo pegou fogo desde então. A Juve se fez de morta para renascer e voltar a sonhar com o título. A emoção estava de volta para a final de Berlim. 

Duelo mais aberto

O jogo mudou de cara após o gol. Os Bianconeri, que então só haviam acertado um arremate na meta, arriscavam mais, deixando o duelo mais aberto. 

©Getty / Clive Rose
O problema é que o ataque do outro lado era muito poderoso. Aos 23 minutos, Messi se livrou bem da marcação e arriscou. Buffon até defendeu, mas Suárez ficou esperto para o rebote e recolocou os Culés em vantagem. 

O nocaute quase veio pouco depois, com Neymar. Após cruzamento da esquerda, Neymar tentou de cabeça, mas a bola pegou na mão do brasileiro. O auxiliar atrás do gol chamou a atenção do mediador, que anulou o tento. 

A Velha Senhora ainda tentou se recuperar nos minutos que ainda restavam, mas o Barcelona, que teve a entrada do capitão Xavi, conseguiu se segurar e garantir mais um título com um gol de Neymar já no último lance da final. Fechou com chave de ouro uma temporada fantástica. 

Fonte: OGol



Postar um comentário

0 Comentários