Header Ads

Chapecoense terá brasão da Copa Sul-Americana contra o Zulia

Foto: GloboEsporte.com
A Chapecoense chegou na Venezuela e tem novidade na bagagem. Após quase 100 dias da tragédia, a camisa da Chape terá, pela primeira vez, o brasão de campeão da Copa Sul-Americana 2016. Sendo cortesia da Conmebol, a tendência é que o emblema seja mantido em todas as competições da entidade.

Caso queira utilizá-lo em todas as partidas da temporada, o clube deverá arcar com as despesas do material. Em partidas disputadas na Libertadores, Sul-Americana, Copa Suruga e Recopa, a lembrança estará lá no peito, reluzindo em dourado. A conquista veio após o Atlético Nacional, da Colômbia, abrir mão do troféu, por conta da tragédia que vitimou 71 pessoas.

A nova camisa conta, ainda, com a logo marca da Libertadores no braço. Espera-se que, até o dia 16, quando a Chape enfrenta o Lanús, na Arena Condá, o emblema da Sul-Americana 2016 seja centralizado e o número seja colocado em baixo do patrocínio master. Falando em numeração, a equipe terá, pela primeira vez no ano, um camisa 10: Túlio de Melo.

A escolha do atacante foi por conta da identificação com o clube. Para a diretoria, além da liderança exercida pelo atleta, Túlio tem um grande potencial de marketing e comercial que combinam com a camisa 10. 

Chapecoense e Zulia se enfrentam nesta terça-feira, às 21h30, no estádio Pachencho, pela primeira rodada da fase de grupos da Libertadores.

Nenhum comentário