Header Ads

Grêmio vence Atlético Mineiro e tem vantagem na decisão da Copa do Brasil

Atlético Mineiro e Grêmio entraram em campo, em partida válida pela final da Copa do Brasil.

A equipe gaúcha foi superior na maioria do tempo e venceu os mineiros por 3x1. Na volta, o Tricolor pode perder por um gol de diferença, que mesmo assim, fica com a taça. 





Grêmio evita pressão inicial


O Atlético tentou começar pressionando. O Grêmio logo respondeu. O jogo empolgou. Os primeiros lances de perigo saíram em chutes de fora. Cazares de um lado, Luan do outro. As duas bolas saíram. 

O Tricolor buscou frear o ímpeto inicial dos donos da casa com posse de bola. Conseguiu fazer bem isso, sem que o Alvinegro conseguisse jogar como queria. 

Renato Gaúcho conseguiu o que queria: evitou uma pressão dos donos da casa nos primeiros minutos. O jogo era dos mais equilibrados, sem nenhum lado sobressair. 

Demorou mais de 20 minutos para que um time conseguisse grande chance na área. Após erro na saída gremista, Maicosuel mando para Carlos César, e a bola sobrou para Robinho, mas o chute foi por cima. No minuto seguinte, Douglas respondeu e colocou Victor para trabalhar. 

Erro e domínio no meio


Em jogo equilibrado, os erros definem. Após uma saída errada atleticana, Maicon ficou com a bola e acertou belo passe para Pedro Rocha, que limpou como quis a marcação e abriu o placar. 

A principal diferença entre os times era no meio de campo. Os gaúchos dominavam o setor quando tinham e também mesmo sem a bola, mostrando um jogo seguro. Pedro Rocha quase fez outro após outro belo passe de Maicon, destaque no meio, mas Gabriel evitou.

A grande chance mineira no primeiro tempo esteve nos pés de Junior Urso. A bola sobrou para o volante na área e o chute foi freado por uma defesa linda de Marcelo Grohe.

Victor também fez grande defesa. Já perto do intervalo, Pedro Rocha saiu cara a cara com o goleiro, mas Victor cresceu e fez a defesa para evitar uma desvantagem maior para sua equipe. 

Pedro Rocha volta a marcar, mas também atrapalha


O Galo tentou fazer no segundo tempo a pressão que não conseguiu realizar no primeiro. Com dois minutos, um chute desviado por Lucas Pratto levou muito perigo. 

Mais uma vez, o Grêmio achou a saída para evitar a pressão. Pedro Rocha voltou a calar o Mineirão e passou fácil pela zaga para ficar na cara do gol e tirar de Victor: 2 a 0. 

Aos 21, os atleticanos voltaram a comemorar. Pedro Rocha, o herói do jogo, que havia tomado amarelo por tirar a camisa ao comemorar o gol, fez falta em Carlos César, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. 

Com um a mais, o Atlético conseguiu descontar, com um belo gol de Gabriel, mas um contragolpe voltou a colocar a vantagem em dois gols para os visitantes. Geromel mandou na medida para Éverton fazer 3 a 1. Grande vantagem gaúcha fora. 

Nenhum comentário