Header Ads

Fluminense abre 3 a 1, se segura com um a menos e vence Flamengo


Muito eficaz no campo de ataque, o Fluminense aproveitou as oportunidades que teve, fez 3 a 1 no Flamengo e, mesmo com um jogador expulso no início da segunda metade, conseguiu segurar a vitória. 
É o segundo triunfo da equipe das Laranjeiras no Campeonato Brasileiro. Agora, são sete pontos, enquanto o rival da Gávea ainda não venceu e, com apenas um, se encontra no rebaixamento. 
Flu aproveita bem chances
As duas formações se espelhavam. Cristóvão Borges e Enderson Moreira escalaram suas equipes no 4-2-3-1 tão na moda no futebol mundial. 
Logo aos cinco minutos, Gerson, que jogava na ponta direita do Fluminense, mandou para a área e Vinícius dividiu com Pará. O mediador viu pênalti, que acabou convertido por Fred, maior artilheiro da era dos pontos corridos ao lado de Paulo Baier. 
O Flamengo tentou colocar a bola no chão para buscar uma reação, mas o jogo ficava muito parado por conta das muitas faltas. Em 15 minutos, foram cometidas 14 infrações. 
O empate quase sai exatamente em uma bola parada. Após cobrança de falta na área, Wallace teve grande chance do empate, mas não conseguiu desviar da melhor forma e a bola saiu. 
©BRUNO HADDAD/FLUMINENSE F.C
Sorte pior teve Pará. Gerson achou Renato na direita e o lateral mandou a bola para a confusão. Pará foi tentar cortar, mas mandou contra a própria meta.
Fla volta ao jogo 
Dessa vez, a resposta foi rápida. Pablo Armero ganhou de Gum na esquerda e cruzou na cabeça de Alecsandro, que tirou do alcance de Cavalieri. 
O Rubro-Negro ainda tentou pressionar o adversário nos minutos finais da primeira etapa, em busca do empate, mas o Tricolor conseguiu se segurar. 
O time da Gávea tentou imprimir o mesmo ritmo no início do segundo tempo, mas um contra-ataque ainda antes do primeiro minuto melhorou as coisas para o Flu.
 Todos ao ataque
Vinícius achou Gerson na direita. O jovem teve a tranquilidade de um veterano para ganhar da zaga e rolar para Fred passar Baier e colocar mais um na conta. 
A animação virou preocupação pouco depois. Primeiro Gerson sentiu, dando lugar a Gerson. Giovanni deixou o campo ao mesmo tempo, após ser expulso em decisão rigorosa do apitador. 
O jogo passou a ser de um time só. O Tricolor não conseguia sair de trás e apenas se defendia, contra um adversário jogando todo no campo de ataque. 
O segundo gol rubro-negro saiu com Eduardo da Silva, já perto do fim. Os minutos finais foram de muita pressão, mas a reação foi esfriada com a expulsão de Canteros, e o Fluminense conseguiu se segurar e garantir a vitória. 
Fonte: OGol

Nenhum comentário